Mostrando postagens com marcador ASSESSORIA EM LEILÃO. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ASSESSORIA EM LEILÃO. Mostrar todas as postagens

LEILÃO DE PROCESSOS TRABALHISTA - ÓTIMA OPÇÃO DE COMPRA



Compre o seu imóvel antes do carnaval!!

Mais de 70 itens no  Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, que engloba cidades como Campinas, Jundiaí, Limeira, Itupeva e outras localidades da região. Na ocasião serão ofertados 52 imóveis, veículos, máquinas e equipamentos .

O leilão, que é acessível a todos, já pode ter os itens verificados pela internet, com descrição e valores de venda, muitos com descontos de mais de 50% do valor de avaliação. A finalização do pregão, quando se bate o martelo e define-se o comprador, no Atrium do Tribunal Regional do Trabalho, na cidade de Campinas.

No entanto é possível encontrar imóveis em cidades como Campinas, Jundiaí, Valinhos, Piracicaba, Limeira, Vinhedo, Itu, Itupeva, Indaiatuba, Hortolândia, Rio das Pedras, Sumaré, Paulínia, Atibaia, Bragança Paulista, entre outros.

CAIXA FECHA PARCERIA COM OS CORRETORES


Caixa fecha parceria com corretores para vender estoques não arrematados



O número de imóveis retomados por inadimplência é tão grande que a Caixa Econômica Federal fechou um acordo um corretores de imóveis para vender parte do estoque. A princípio serão colocados à venda 24 mil casas e apartamentos em todo o Brasil.

LEILÃO DA JUSTIÇA DO TRABALHO

A maioria dos Juízes priorizam pagamento ao trabalhador



A Justiça do Trabalho é considerada uma das mais rápidas e rigorosas para levar os patrimônios de uma empresa ou de seus sócios à penhora, a fim de garantir o pagamento de dívidas com os trabalhadores. Em muitos casos, o juiz determina a venda dos bens dos participantes da sociedade.

QUANDO DAR O LANCE EM UM LEILÃO?


Comprar um imóvel em leilão pode ser um bom negócio e gerar economia, mas requer muitos cuidados, veja quais são eles; modalidade é ideal para quem tem dinheiro guardado e paciência


Os leilões de imóveis podem encurtar o caminho entre o sonho e a compra da casa própria que, nesses casos, pode sair mais barata do que os preços praticados no mercado. Mas há vários aspectos que devem ser analisados para evitar transtornos, ainda mais para quem nunca comprou em leilões.

A advogada especialista no ramo imobiliário Thaissa Figueiredo lembra que, em alguns casos, os imóveis que vão para leilão são "tomados" de seus proprietários por causa de dívidas. Por essa razão, a maioria deles vem cercada de ônus, muitas vezes inesperados pelos arrematadores. "Podem ser dívidas de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), imóveis ocupados pelos antigos proprietários, estado de conservação imperfeito, entre outras situações", exemplifica a advogada.

Ela orienta os interessados a ler todo o edital referente ao leilão do imóvel desejado. É nesse documento que estão informações importantes sobre o imóvel, como a existência de ônus na matrícula do bem, assim como as formas de pagamentos e a possibilidade de parcelamento.

O próximo passo é visitar o imóvel para verificar o estado de conservação e conferir se permanece ocupado – neste caso, se o imóvel for arrematado é preciso demanda judicial para pedir a desocupação. "Ao arrematar o bem, ganha-se uma carta de arrematação, o que dá direito ao arrematante de solicitar a desocupação, entretanto, pode haver resistência. Assim como se a conservação não estiver boa, os gastos com reforma podem fazer a compra não valer a pena", diz Thaissa.