LEILÃO DA JUSTIÇA DO TRABALHO

A maioria dos Juízes priorizam pagamento ao trabalhador



A Justiça do Trabalho é considerada uma das mais rápidas e rigorosas para levar os patrimônios de uma empresa ou de seus sócios à penhora, a fim de garantir o pagamento de dívidas com os trabalhadores. Em muitos casos, o juiz determina a venda dos bens dos participantes da sociedade.




— Em geral, a empresa se desfaz dos bens, se escondendo na pessoa física dos sócios. Por isso, há a desconstituição da pessoa jurídica (firma). Mas, na Justiça Trabalhista, o trâmite de buscar os bens dos sócios das empresas é muito mais rápido do que em relação a outras áreas. O leilão é a última etapa desse processo todo. Havendo a sentença transitada em julgado (quando não cabem mais recursos), começa a execução e o pagamento de valores devidos. Isso vale para a trabalhadora doméstica dispensada até o funcionário de uma multinacional que entra com ação — disse o advogado Alessandro Calistro, do escritório AITH advogados.

Em muitos casos, o leilão trabalhista chega a ser suspenso pouco antes da realização da chamada ou mesmo após o trâmite. Por isso, o interessado deve estar acompanhado de um advogado, ou assessoria de leilão de imóveis.