CAIXA FECHA PARCERIA COM OS CORRETORES


Caixa fecha parceria com corretores para vender estoques não arrematados



O número de imóveis retomados por inadimplência é tão grande que a Caixa Econômica Federal fechou um acordo um corretores de imóveis para vender parte do estoque. A princípio serão colocados à venda 24 mil casas e apartamentos em todo o Brasil.


A parceria foi fechada entre o banco e o Conselho Federal de Corretores Imobiliários (Cofeci) em um primeiro momento. Mas os Conselhos Regionais de Corretores de Imóveis (Creci) de cada estado entraram no processo e iniciaram a preparação dos corretores. Só poderão vender esses imóveis profissionais cadastrados pelas instituições. 

Segundo o vice-presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Minas Gerais (Creci-MG), Vinicius Araújo, serão colocados à venda imóveis já leiloados duas vezes e não arrematados. “A Caixa tem 40 mil imóveis disponíveis para a venda, mas a parceria vai incluir só os 24 mil inicialmente”, afirma. 

Araújo explica que ainda estão sendo definidos os próximos passos da parceria. Procurada, a Caixa não detalhou o acordo.

O fato é que a medida foi tomada em uma fase em que os leilões não estão trazendo tantos resultados mais. Segundo o leiloeiro oficial da GP leilões, que é também diretor do Sindicato dos Leiloeiros de Minas Gerais (Sindilei-MG), Gustavo Costa Aguiar Oliveira, a maior dificuldade é que os preços não estão atraentes. 

O que ocorre é que no segundo leilão os imóveis são vendidos pelo valor da dívida. Como muitos estão perdendo os apartamentos no início do financiamento, os lances iniciais nos leilões são muito próximos dos valores de mercado. 

E os imóveis leiloados, na maior parte, estão ocupados, o que torna o processo de compra em leilões menos atraente.